Governo Regional dos Açores integra Parceria Europeia para a Biodiversidade

A Secretaria Regional da Cultura, Ciência e Transição Digital, através do Fundo Regional da Ciência e Tecnologia (FRCT), integra a nova parceira de Investigação e Inovação Biodiversa+ – European Biodiversity Partnership, que pretende fortalecer a ponte entre ciência, política e ações concretas com programas, agências de financiamento e atores da política ambiental de mais 39 países da União Europeia e associados.

Esta parceria, cofinanciada pelo Horizonte Europa, visa apoiar ações de investigação e inovação necessárias com o objetivo de colocar a biodiversidade no caminho da sua recuperação até 2030, através de uma estratégia conjunta de apoio à formulação e implementação de políticas científicas eficientes.

Para a Secretária Regional da Cultura, da Ciência e Transição Digital, Susete Amaro, “a Biodiversa+ irá facilitar a implementação da Estratégia Europeia de Biodiversidade para 2030 na Região através da partilha de informação, ferramentas, evidências e dados entre atores relevantes regionais, promovendo uma colaboração contínua, em diferentes níveis e escalas”. (mais…)

1ª Convocatória transnacional ERA-NET Cofund Urban Transformation Capacities (ENUTC)

Informa-se que a ERA-NET ENUTC (ERA-NET Cofund Urban Transformation Capacities) promove o primeiro concurso cofinanciado onde 16 agências nacionais de financiamento de Investigação e Inovação, de 14 países europeus, e a Comissão Europeia, irão financiar projetos de investigação e inovação transnacional num valor aproximado de 18,4 milhões de euros. Com este financiamento, será possível reconhecer internacionalmente o potencial da região na área da capacitação em transformação urbana, bem como das competências dos seus centros de investigação, municípios e das valências já existentes ou em construção.

Área Prioritária
Capacitação em transformação urbana

(mais…)

1ª Convocatória ERA-NET BiodivRestore

 

Informa-se que o programa BiodivRestore ERA-NET COFUND (Promoting & implementing joint programming to reinforce transnational research for the conservation and restoration of degraded ecosystems and their biodiversity, including a focus on aquatic systems) promove o primeiro concurso cofinanciado, no qual 27 países membros irão financiar projetos de investigação transnacional num valor aproximado de 20M€. Com este financiamento pretende-se apoiar a investigação em conservação e recuperação de ecossistemas degradados e da sua biodiversidade, com um foco particular em sistemas aquáticos, promovendo a integração das ciências naturais, das ciências sociais e humanas, e dos respetivos stakeholders em projetos de investigação.

(mais…)

Governo dos Açores financia participação de investigadores da Região na Rede Europeia da Doença de Machado-Joseph

O Diretor Regional da Ciência Tecnologia frisou hoje, em Ponta Delgada, que a integração de uma equipa de investigação da Universidade dos Açores na Rede Europeia da Doença de Machado-Joseph é “um marco no reconhecimento internacional do trabalho desenvolvido pelos investigadores açorianos na área da saúde”.

Segundo Bruno Pacheco, a integração da equipa liderada pela investigadora Manuela Lima vai “colocar os Açores na vanguarda de novos estudos, ensaios clínicos e possíveis novas terapias, face a um mercado europeu extremamente competitivo”. (mais…)

Governo dos Açores investiu mais de quatro milhões de euros em 65 bolsas de investigação científica

O Secretário do Mar, Ciência e Tecnologia destacou hoje, em Ponta Delgada, o investimento em formação avançada e na contratação de recursos humanos qualificados por parte do Governo dos Açores, que totalizou, desde o início da legislatura, mais de quatro milhões de euros em 65 bolsas de investigação.

Gui Menezes, que falava durante a sessão de apresentação dos três projetos de investigação das Bolsas Fulbright, frisou que está a decorrer um concurso para atribuição de 10 bolsas de doutoramento, num investimento superior a 722 mil euros. (mais…)

Governo dos Açores promove sessão de esclarecimentos online sobre convocatória para projetos em Bioeconomia Azul

O Governo dos Açores, através do Fundo Regional da Ciência e Tecnologia (FRCT), promove sessão de esclarecimentos online para interessados a participar na segunda convocatória da ERA-NET BlueBio COFUND (Blue Bioeconomy – Unlocking the Potential of Aquatic Bioresources), no próximo dia 15 de julho, às 10h00.

A BlueBio COFUND, que integra 27 agências de financiamento em I&D de 16 países, foi planeada para o estabelecimento de um plano coordenado de financiamento de I&D que fortaleça a posição da Europa na Bioeconomia Azul, apoiando parcerias público-públicas entre os Estados-Membros e os países associados, com vista à implementação e a coordenação de atividades de networking.

(mais…)

2ª Convocatória da ERA-NET BlueBio COFUND

Informa-se que a ERA-NET BlueBio COFUND (Blue Bioeconomy – Unlocking the Potential of Aquatic Bioresources) promove a segunda convocatória cofinanciada onde 13 Países membros irão financiar projetos de investigação transnacionais num valor aproximado de 11M€. Com este financiamento, pretende-se estimular o potencial dos sistemas de oferta das cadeias de valor da bioeconomia azul da Europa.

Área Prioritária

Sistemas de oferta na bioeconomia azul: logística e transporte – da colheita ao processamento.

(mais…)

COVID-19: A par com a Ciência e Tecnologia

A pandemia do Coronavírus (Covid-19) invadiu o mundo e mudou nossa realidade tal como a conhecemos, afetando todos os setores e comunidades.

Agora, mais do que nunca, o mundo tornou-se digital. É através dos meios digitais que continuamos ligados a trabalhar, a interagir, a agir e a acompanhar o Sistema Científico e Tecnológico dos Açores (SCTA).

Neste espaço, o FRCT divulgará informação no contexto da Ciência e Tecnologia, como avisos, iniciativas, concursos, convocatórias, no âmbito desta pandemia.

(mais…)

Governo dos Açores prolonga contratos de bolsas de investigação

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia decidiu prorrogar, por mais 30 dias, o prazo de duração de todos os contratos de bolsas de investigação financiados diretamente pelo Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia.

Em causa está a situação provocada pela pandemia de COVID-19 e as restrições dela decorrente que impedem os bolseiros de desenvolverem as suas atividades de investigação.

Recorde-se que, em março, os contratos de bolsas de investigação já tinham sido prorrogados por um mês.

Esta medida abrange 42 bolseiros de doutoramento, de pós-doutoramento e de pós-doutoramento em contexto empresarial.

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia decidiu, ainda, devido à pandemia de Covid-19, prolongar, por mais um mês, o prazo de candidaturas ao DOC-PROF, que terminava hoje.

 O concurso DOC-PROF, que consiste na atribuição de uma dezena de bolsas de financiamento para recém-doutorados integrarem o mercado de trabalho regional, e que corresponde a um investimento de cerca de 300 mil euros, está disponível na plataforma ‘idia Azores’, em https://idia.azores.gov.pt/.

Estas bolsas de financiamento, com uma duração de 18 meses, destinam-se a recém-doutorados que tenham obtido o grau de doutor há menos de quatro anos a contar da data de defesa da respetiva tese e pretende estimular a sua inclusão, quer em instituições públicas, quer em instituições privadas de investigação do Sistema Científico e Tecnológico dos Açores.

Para mais informação sobre o concurso DOC-PROF, consulte o seguinte documento https://issuu.com/frctazores/docs/doc-prof_-_formato_apresenta__o_ 

(AVISOS) Concurso para integração de recém-doutorados no mercado de trabalho – DOC-PROF

O Governo dos Açores, através do Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia, conforme anunciou o Secretário Regional do Mar Ciência e Tecnologia, Gui Menezes, abre hoje um concurso para atribuição de dez bolsas de financiamento para recém-doutorados para integração no mercado de trabalho. Este concurso intitulado DOC-PROF tem um investimento de cerca de 300 mil euros,

Estas bolsas, com duração de 18 meses, destinam-se a recém- doutorados que tenham obtido o grau de doutor há menos de quatro anos a contar da data de defesa da respetiva tese e pretende estimular a sua inclusão, quer em instituições públicas quer em instituições privadas de investigação do SCTA.

Para candidaturas, consulte os seguintes documentos:

(mais…)

Página seguinte »