Projetos

SmartBlue
Rede de clusters marinho-marítimos regionais para a competitividade das PME da economia azul
Contrato: MAC/2.3d/007
Tipo: INTERREG MAC 2014-2020 | 1ª Convocatória
Duração: 48 meses (01/11/2016 - 30/11/2020)
Estado: Em Curso
Coordenador: Sociedad de Promoción Económica de Gran Canaria, Canárias – Espanha.
Consórcio:

Parceiros
CMC -Cluster Marítimo de Canarias (Canárias – Espanha)
CETECIMA – Centro Tecnológico de Ciencias Marinas (Canárias – Espanha)
PLOCAN – Plataforma Oceánica de Canarias (Canárias – Espanha)
ARDITI – Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação (Madeira – Portugal)
ACIF-CCIM – Associação Comercial e Industrial do Funchal / Câmara de Comércio e Industria da Madeira (Madeira – Portugal)
FRCT – Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (Açores – Portugal)
CCIA – Camara do Comércio e Indústria dos Açores (Açores – Portugal)

Parceiros de Países Terceiros
ENAPOR S.A. (Cabo Verde)

Parceiros Associados
SRMCT-DRAM – Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Direção Regional dos Assuntos do Mar (Açores – Portugal)
SmartBay Ireland, Ltd. (Outros Países)

Objetivo do projeto:

O SmartBlue visa aumentar a competitividade das empresas marinho-marítimo do espaço de cooperação MAC, através da criação de uma rede suprarregional de clusters e agentes marítimos que promovam processos de inovação e internacionalização, aproveitando sinergias, capacidades e recursos, de forma conjunta.

Envolvimento do FRCT :
No âmbito deste projeto, o FRCT foi responsável pelo desenvolvimento da Estratégia de Economia Azul Regional dos Açores – Plano Estratégico do Cluster (relatório de caracterização sectorial, impacto económico, diagnóstico, estratégia, etc). Para o desenvolvimento deste plano, o FRCT contratou a SIMBIENTE Açores, no valor de 23.730,00€ + IVA.

O FRCT, também, é responsável por acompanhar e apoiar o desenvolvimento das restantes atividades do SMARTBLUE, como na elaboração de estudos de caracterização e promoção do Cluster Marítimo dos Açores (viabilidade, benchmarking, caracterização sectorial, modelo operativo, promoção de agentes), na elaboração do diagnóstico dos subsetores e capacidades (ativos e equipas, técnicos, profissionais, etc.) a oferecer nos Açores e até mesmo acompanhar e participar em jornadas e outros eventos nesta temática.

Ainda no âmbito deste projeto, o FRCT é membro fundador na Aliança Marinho-Marítima Macaronésica, cujo objetivo será promover a atividade socioeconómica, o investimento sustentável e o crescimento baseado no conhecimento científico-técnico no domínio marítimo-marítimo, para benefício mútuo de todas as Partes, através de uma colaboração regional, nacional e internacional ativa.


Impacto na RAA:
O projeto SMART BLUE é um projeto estruturante cujas ações estão planeadas para que os seus resultados e impacto não se finalizem no seu tempo e âmbito de atuação, estando previstos os seguintes efeitos multiplicadores: Novas oportunidades de negócios e serviços; Complementaridade das cadeias de valor nas regiões participantes; Aumento da cultura inovadora em empresas marinho-marítimas; Sistematização dos processos de desenvolvimento experimental e inovação das empresas; Efeito tractor (indireto e induzido) em outras atividades não marinho-marítimas ou transversais; Captação de financiamento e investimento internacional; Conhecimento e transferência tecnológica.

O impacto financeiro regional é de 127.776,84€

Outras entidades Regionais Envolvidas: DRAM; CCIA

Stakeholders Regionais envolvidos: Empresas da Economia Azul
Panorama Financeiro
Orçamento do Consórcio
Contribuição dos Parceiros Contribuição UE Total
149 562,92€ 847 523,23€ 997 086,15€
Orçamento do FRCT
Contribuição do FRCT Contribuição UE Total
19 166,53€ 108 610,31€ 127 776,84€