Projetos

MOVE
Facilitating MAES to support regional policy in OVerseas Europe: mobilizing stakeholders and pooling resources
Tipo: Call for Proposal
Duração: 36 meses (04/01/2018 - 04/01/2021)
Estado: Em Curso
Coordenador: Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia, Azores - Portugal.
Consórcio:

FRCT- Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia
ULL- Universidad de la Laguna (Canárias – Espanha)
WOLFS Company – Coöperatie Wolfs Company U.A (Caraíbas – Holanda)
IRD-Institut De Recherche Pour Le Développement (Nova Caledónia – França)
LUH – Gottfried Wilhelm Leibniz Universität HANNOVER (Alemanha)
UAM – Universidad Autónoma De Madrid (Espanha)
SAERI- South Atlantic Environmental Research Institute (Ilhas Britanicas – Reino Unido)
UniTN – Università Degli Studi Di Trento (Itália)
Université De La Réunion (Reunião – França)
NEB – Nova Blue Environment (Martinica – França)
ABAS – Asociación Biodiversidad Atlántica Y Sostenibilidad (Canárias – Espanha)
UoP- University Of Portsmouth (Reino Unido)
CIRAD – Centre De Coopération Internationale En Recherche Agronomique Pour Le Développement (Guiana francesa)
Institute For Environmental Studies, Faculty Of Science, Vrije Universiteit Amsterdam (Holanda)

Objetivo do projeto:

A Acão 5 da Estratégia de Biodiversidade da UE incentiva os Estados-Membros a mapear e avaliar o estado dos ecossistemas e seus serviços no seu território nacional.

O projeto piloto MOVE pretende envolver decisores políticos, investigadores e a sociedade civil no desenvolvimento de metodologias para mapear e avaliar o estado dos ecossistemas e os seus serviços nas RUPs e PTUs da Europa.

O projeto começará por avaliar o estado da arte do exercício MAES (Mapeamento e Avaliação de Serviços Ecossistémicos) nas regiões ultramarinas participantes, a partir da inventariação das capacidades humanas e materiais presentes em cada uma delas.
Além de produzir uma contribuição tangível para o exercício MAES, este projeto visa demonstrar a possibilidade e o valor acrescentado de uma abordagem da base para o topo, envolvendo e capacitando os atores locais.
Em termos de resultados finais, este projeto piloto permitirá testar e implementar a metodologia MAES em diferentes regiões do mundo, fornecendo metodologias e diretrizes de boas práticas e contribuindo para uma liderança mundial da UE nesta área.

Envolvimento do FRCT :
Este projeto-piloto é coordenado pelo FRCT sendo que a coordenação científica é da responsabilidade da Universidade dos Açores. Atendendo á temática da iniciativa, a Direção Regional do Ambiente participa no projeto como observadora.
O FRCT foi coordenador do projeto NetBiome CSA e coordenador regional do Eixo Macaronésico do projeto BEST III, promovendo o envolvimento, com sucesso, de múltiplos parceiros e atores de entidades europeias da área da biodiversidade tropical e subtropical e dos serviços de ecossistemas.
Panorama Financeiro
Orçamento do Consórcio
Contribuição dos Parceiros Contribuição UE Total
60 792€999 989€1 060 781€
Orçamento do FRCT
Contribuição do FRCT Contribuição UE Total
20 572€235 803€256 375€