Governo dos Açores investiu mais de quatro milhões de euros em 65 bolsas de investigação científica
DATA: 22 Julho, 2020 | HORA: 15:02

O Secretário do Mar, Ciência e Tecnologia destacou hoje, em Ponta Delgada, o investimento em formação avançada e na contratação de recursos humanos qualificados por parte do Governo dos Açores, que totalizou, desde o início da legislatura, mais de quatro milhões de euros em 65 bolsas de investigação.

Gui Menezes, que falava durante a sessão de apresentação dos três projetos de investigação das Bolsas Fulbright, frisou que está a decorrer um concurso para atribuição de 10 bolsas de doutoramento, num investimento superior a 722 mil euros.

Segundo o Secretário Regional, estas bolsas, que terão a duração de quatro anos, “representam mais uma oportunidade de contribuirmos para fomentar a qualificação avançada dos recursos humanos da Região nas áreas da ciência, tecnologia e inovação”.

Durante a sua intervenção, frisou que são os recursos humanos qualificados que “garantem uma produção científica de qualidade, aumentam o conhecimento e reforçam os nossos fatores de competitividade”.

“Sem recursos humanos qualificados não existe uma verdadeira política científica e um verdadeiro desenvolvimento social e económico da nossa Região”, afirmou.

Com este novo concurso para a atribuição de 10 bolsas de doutoramento serão financiados projetos de investigação inseridos nas áreas temáticas da Biotecnologia e Biologia Molecular, da Transição e Transformação Digital, do Mar e Economia Azul, do Crescimento Verde e Alterações Climáticas e da Avaliação de Riscos.

As candidaturas estão disponíveis até 31 de agosto, através do endereço eletrónico https://idia.azores.gov.pt/, prevendo-se que a atribuição das bolsas de investigação aconteça a partir do mês de outubro.

O responsável pela pasta da Ciência, entre as várias tipologias de bolsas, destacou ainda o DOC-PROF, um novo programa para estimular a entrada de recém-doutorados no mercado de trabalho, cujas candidaturas estão agora em fase de avaliação, sendo que as bolsas deverão arrancar em setembro.


GaCS/GM