Projetos

Helder Patrício Barcelos Nunes
Valorização Nutritiva de Fibras vegetais dos Açores. Uma abordagem à produção sustentável de alimento fibroso para a alimentação animal e o seu efeito mitigador da produção de gases de efeito de estufa
Area of RIS3: Agricultura, Pecuária, Agroindústria - Explorar o potencial de utilização de recursos regionais que permitam substituir as importações para a Região
Unidade de I&D: Empresa: Marques Ambiente, Lda | Unidade de I&D: Instituto de Investigação e Tecnologia Agrária e do Ambiente dos Açores (IITA-A)
Estado: ongoing
Objetivos:

Este projeto aborda o desenvolvimento sustentável da região, pois pretende dar utilização a resíduos dos produtos industriais da indústria madeireira e da biomassa gerada por espécies invasoras, permitindo através da utilização destes resíduos vegetais na alimentação animal a mitigação da produção de gases com efeito estufa provenientes da atividade pecuária. Com a elaboração deste projeto estão delineados dois objetivos principais que são: estudar, valorizar e transformar a referida biomassa em alimentos fibrosos para a alimentação animal, diminuindo a importação de alimentos fibrosos e consequentemente aumenta o rendimento dos produtores; o segundo objetivo mitigar a produção de gases com efeito estufa com origem entérica nos ruminantes, através da inserção destas plantas nas dietas dos animais. A eliminação ou redução da população de diferentes espécies invasoras em alguns ecossistemas seriamente afetados, nomeadamente a floresta Laurissilva é também um objetivo deste projeto. O fato de procurar uma solução os diversos resíduos florestais, aumenta a sustentabilidade da proposta, pois está próxima das estratégias de desperdício zero, da economia verde e circular.
Das espécies invasoras que ocorrem nos Açores, iremos estudar as seguintes: Arundo donax (Cana gigante), Hedychium garderanium (Conteira), Acacia melanoxylon (Acácia), Gunnera tinctoria (Gigante) e Pittosporum undulatum (Incenso). Em relação às espécies florestais com interesse económico, iremos estudar apenas duas espécies: Cryptomeria japonica (Criptoméria) e Eucalyptus globulus (Eucalipto).

Assim, serão desenvolvidas seis tarefas, durante o decorrer deste projeto, que são: a caracterização química e nutritiva das duas espécies florestais com interesse económico e das cinco espécies invasoras dos Açores; a identificação e caracterização da presença de substâncias anti-nutricionais das espécies em estudo; o estudo da digestibilidade e do potencial de produção de gás das espécies em questão; o estudo do efeito de diferentes tratamentos físicos e químicos sobre o valor nutritivo e composição química destes alimentos fibrosos; o teste de comparação entre diferentes métodos de conservação destas forragens; e finalmente, estudar o efeito da inclusão destas espécies vegetais na alimentação animal como agentes mitigadores da emissão de gases de efeito estufa.
Tendo em conta a capacidade técnica e científica dos parceiros envolvidos neste projeto, acreditamos que conseguiremos dar bases científicas para a resolução dois problemas ambientais, primeiro na recuperação dos resíduos gerados nas campanhas de controle de espécies vegetais invasoras e nos resíduos criados pela exploração de madeira para fins comerciais e segundo na redução do metano e dióxido de carbono produzidos pelas explorações pecuárias.